Amamentar é fixe!

Às vezes sinto muita vontade de gritar a meio mundo como é bom amamentar! Contamos com 17 meses desta filha e foram quase 3 anos do filho primogénito. Que falta me fez há quase 5 anos atrás ter esta bagagem toda, ter amigas amamentadeiras à minha volta, felizmente não me faltou determinação e APOIO. Eu não tenho problema de dizer que fico triste com bebés que não têm oportunidade de mamar. Amamentamos os nossos bebés desde sempre e não existia essa coisa dos benefícios da amamentação... amamentar é mesmo o melhor que fazemos por eles e por nós! Mamar é o que um bebé espera quando nasce. O leite humano é perfeito e foi feito à nossa medida - humana. É o líquido biológico perfeito para mamíferos humanos. Oferece o reforço imunitário que os nossos bebés precisam, varia consoante a idade do bebé, não é estanque no sabor, textura e coloração. É o prolongar de um desenvolvimento emocional e fisiológico ideal. Equiparar o leite artificial ao leite materno está errado. "Ah mas tu bebeste e não te fez mal...". Fez mal sim. Fez mal a toda uma geração, que movida por interesses comerciais, destruiu a capacidade das mulheres amamentarem. Só porque sim.

Eu nunca tinha visto um bebé a mamar. Não tenho irmãos e a minha família é pequena. Apesar da minha tia ter amamentado as filhas, eu nunca presenciei esse momento. E isto sim, é extremamente importante para as gerações vindouras. Os nosso filhos, parentes, vizinhos verem bebés a mamar. A esta hora já devem achar que sou exibicionista 🙂

Um dia destes estava na praia e a minha filha quis mamar pela milésima vez. Eu sentei-me com ela ao colo e já de maminha de fora reparei que a senhora que estava à nossa frente me lançou um sorriso e fez um gesto com a mão. Um fixe. Esbocei um sorriso. Depois pus-me a pensar nesta coisa tão fixe por que tantas mulheres passam, esta viagem que é alimentar um ser vivo a qualquer hora e em qualquer lugar, à temperatura certa, hermeticamente armazenado. É tão prático, económico e higiénico, é tão fixe!!

Existem mulheres que não querem amamentar, existem as que não conseguiram por falta de apoio, vontade ou informação, existem mulheres que cederam ao socialmente aceite e correcto, existem aquelas que nunca se perdoarão não terem conseguido. Todas nós fazemos aquilo que achamos ser melhor para o nosso bebé, com a informação e suporte que temos no momento. Todas as razões são válidas e devem ser respeitadas. A maternidade não deve ser um teste à nossa capacidade de sermos os melhores e sim de DAR o nosso melhor. Pela humanidade.

Agora mais do que nunca, surgem debates sobre alimentação saudável na primeira infância, mas porque é que continua a ser tabu os riscos inerentes ao leite artificial? Porque é que não se fala disto? Simples, a amamentação não gera dinheiro. Temos uma taxa de sucesso no que toca à amamentação muito baixa. Falar disto, informar e apoiar as mulheres a amamentar não é julgar as outras que não o fazem, é tomar consciência da nossa humanidade. É fazer escolhas conscientes, é promover saúde e educar toda uma geração fazendo um fixe. Uma grande, grande fixe. Simples assim.

Alimentação Amamentação Bebé Parentalidade Vida de Mãe

Um comentário

Um comentário

  1. Lídia comentou:

    20 Julho, 2017 às 15:06

    Amamentei a minha 1ª filha 9 meses (ela não quis mais), amamento a minha segunda à 14 meses e é tããão boommm, para mim e para ela, é um momento só nosso.

Deixe um comentário

O seu email não será publicado.